Confinamento x Armário... Existe relação?

 

Olhaaaaaa...que esta Pandemia e confinamento não anda facilitando, é fato. Mas, ando percebendo que para algumas pessoas, esta proibição tem ficado bem mais pesada. Explico: Este desconforto do presente confinamento obrigatório, sem querer levou e ativou lembranças de outro confinamento. Trouxe à tona memórias dos tempos em que se sentiam impedidas de “Ser“. Percebi que o fato de um dia terem provado o gosto amargo do confinamento do “Armário”, na quarentena obrigatória, a sensação foi a mesma. Daí, entendi o motivo quase que insano de algumas pessoas não aceitarem a imposição.
Na minha cabeça de hetero eu pensava:
Mas é para o bem dela(e)?!?!
Como hétero não estava fazendo muito sentido tamanha recusa, mas como psicóloga que há anos acompanha a travessia de muitos(as)...
Fui percebendo rapidamente que esta proibição abominável trouxe os fantasmas do famoso “Armário”.
Sabe aquele lugar onde muitos e muitas já estiveram e depois que saíram, juraram nuuunnnca mais pensar na possibilidade de se permitir voltar??
Então, surpresaaaaa...
Tá, ok, entendi...voltei para o “Armário”!!
E faço o quê com isso?!?!
Então, aqui vai a dica:
Ao contrário de continuar sendo do contra, pare e pense:
Já que o confinamento é inevitável...
Enfrentarei os fantasmas todos, porque quem saiu do “Armário” uma vez, sai 2, sai 3, sai mil se for preciso.

Ao contrário do que parece, quando você começa a emitir os comandos certos de enfrentamento para o cérebro, ele aos poucos vai voltando ao normal. A pane vai saindo aos pouquinhos, dando lugar ao que até então, era impossível de se ver e sentir. Ou seja, muito embora a sensação seja muito parecida, fato, saia desse pânico e dessa inércia. A coisa agora é Mundial e não pessoal!
É como se o Mundo todo fosse LGBTQI+, olha que maravilha!!
A lokaaaaa...kkkkk
Mas é isso, o segredo está aí, quando você for entendendo que o Mundo não está te judiando neste momento, ficará apenas você com você.
E aí, vem a dica mais importante, pergunte-se:
O que estou fazendo com a minha Vida??
Estou realmente gostando do rumo das coisas??
Nesse momento, acho bem importante se afastar das coisas tóxicas:
- notícias ruins
- coisas ruins da internet
- gente pessimista e que só
reclama (isso vale pra família
também!! Afffff...ninguém
merece!!
- bagunça e sujeira (faxina) e
organize ou reorganize as
coisas (gavetas, pastas,
contas, livros, os armários...)

Veja, esta simples postura de retirar o tóxico, vai liberar espaço na casa e no seu mental. E isso, acredite, trará insights importantíssimos para sua nova fase da Vida que você confinada(o) construirá.
Ahhhhh... e sabe aquela super sensação incrível que você teve
quando meteu os 2 pés na porta do “Armário”, saiu derrubando tudo feito uma loka, cheia de energia e botando pra quebrar?Derrubou tudo e saiu linda, plena e absoluta??
Então, aquela loka vai voltar e te ajudar. Aliás, saiba que ela nem saiu...ela só dormiu!!rsrs
Creia, esta sensação agradável, assim como a anterior que era desagradável, também irá chegar e vai te emponderar.
Pense nisso.

Obs.: se sentir dificuldade para enfrentar ou se estiver se sentindo muito sozinho(a), ou se tiver sintomas físicos, procure ajuda, caso não consiga baixar os níveis de ansiedade.

Sobre a autora:

 

Maria Aparecida das Neves - Psicóloga e Consultora

Mais 17 de anos de experiência como psicóloga clínica atuando nos transtornos de ansiedade e depressão. Especializando-se também no público LGBTQI+.
Por ter iniciado a carreira no mundo corporativo, agregou esta experiência à clínica.

Contato: marineves1@yahoo.com.br 

 

 


Leave a comment

Please note, comments must be approved before they are published